Inteligência emocional desde a infância

Você conhece os benefícios de se trabalhar as emoções desde a infância? As crianças têm alterações de humor e de emoções com grande facilidade e frequência. Elas possuem um alto nível de energia nesta fase da vida e não sabem como gastar ou lidar com isso. Por conta do descontrole emocional acabam se frustrando facilmente e isso dura até o período da adolescência. Lidar com isso é um exercício de aprimoramento contínuo, visto que cada indivíduo possui seu próprio perfil psicológico e comportamental, que faz com que cada um encare as situações da vida de forma diferente.


Há milhares de benefícios em trabalhar a inteligência emocional das crianças. Com ajuda emocional desde pequenos, eles conseguirão ter uma saúde emocional mais estabilizada desde a primeira infância e seguirão essa resiliência em todas as fases da vida.


Benefícios:


√ Saberá ouvir mais;

√ Terá melhor rendimento escolar;

√ Terá mais empatia;

√ Não ficará emburrado por muito tempo;

√ Será menos individualista;

√ Terá menos egoísmo;

√ Aceitará mudanças e perdas;

√ Maior controle nos níveis de ansiedade e estresse;

√ Melhoria dos relacionamentos interpessoais;

√ Maior comprometimento das metas;

√ Aumento da autoestima e da autoconfiança.


Você sabia que os pais são os primeiros que podem ajudar?

Uma criança que constrói sua inteligência emocional com a ajuda dos pais, alcança inúmeros benefícios e vantagens, como maior autoestima, capacidade de comunicação, resiliência e autonomia. 


Comece com mais ação e menos fala 

Nos primeiros anos de vida as crianças se espelham muito no comportamento dos pais. Você será o primeiro professor do seu filho. Porém, as suas ações irão valer bem mais que suas palavras. Nos três primeiros anos de vida dê muito exemplo! Esteja aberto a falar sobre os sentimentos, tratar a todos com gentileza, ouvir o seu filho e estar presente sempre que possível. 


Incentive a comunicação das emoções 

Faça com que a criança se comunique sobre as emoções e sentimentos, ao invés de guardar tudo para si. Uma pessoa emocionalmente inteligente fala sobre os próprios sentimentos e faz o possível para resolvê-los ao invés de suprimi-los ou ignorá-los. 


Permita que seu filho se expresse por meio das artes e dos esportes

Dança, teatro, música, pintura, colagem, etc. Essas atividades ajudam a expressar sentimentos e descobrir o mundo. Os esportes também funcionam como grandes oportunidades de comunicação dentro de um grupo ou espaço coletivo.


Estimule a empatia

A empatia é a capacidade de compreender a dor do outro, de se colocar em seu lugar. Uma forma de estimular o desenvolvimento da empatia é através da troca de experiências. 


Os primeiros passos são em casa, mas você também pode buscar ajuda profissional.


Aqui na Policlínica nós temos psicólogos altamente qualificados para ajudar em todas as fases da vida.


Quer mais orientações sobre saúde? Nos siga no Facebook e Instagram!