Tabagismo: os males e os benefícios de se livrar do vício

Que o cigarro faz mal para saúde não é novidade, mas você sabia que qualquer produto derivado do tabaco é prejudicial? Todos os derivados do tabaco que podem ser usados nas formas de inalação, como cigarro, charuto, cachimbo, narguilé, cigarro de palha, por aspiração, como rapé, e mastigação, como fumo-de-rolo, são nocivos à saúde.


Quando se consome esses produtos, são introduzidas no organismo cerca de 4.720 substâncias tóxicas, incluindo nicotina, responsável pela dependência química, monóxido de carbono, o mesmo gás venenoso que sai do escapamento de automóveis, e alcatrão, que é constituído por aproximadamente 60 substâncias cancerígenas, como agrotóxicos e elementos radioativos.


Benefícios que o corpo sente quando o cigarro é abandonado


O fumo é um vício que não traz benefício algum. O tabagismo é o principal responsável pelo câncer de pulmão, deixa os dentes e unhas amarelados, a fumaça piora quadros de asma e bronquite de pessoas que estejam perto, além de outros malefícios.


Sabemos que mesmo com vários pontos negativos, é difícil abandonar o fumo, já que se trata de um vício físico e mental. É preciso ter acompanhamento médico multidisciplinar, com pneumologista, psicólogo e, em diversos casos, até terapeuta ocupacional.


Um incentivo para quem quer parar de fumar é saber os benefícios que o corpo sente quando o cigarro é abandonado. Confira como a sua vida pode ser muito melhor sem o fumo. E não hesite em procurar ajuda médica caso note que não irá conseguir abandoná-lo por conta própria.


A pressão arterial e a frequência cardíaca se normalizam: o tabaco e outros componentes químicos dos cigarros elevam a pressão arterial já na primeira tragada. Quando se deixa de fumar, a pressão se estabiliza em 20 minutos.


A oxigenação do sangue aumenta em 8 horas sem fumar: o que leva a uma circulação sanguínea melhor e órgãos internos mais bem servidos das substâncias de que necessitam para funcionarem adequadamente. Uma consequência interessante disso é que a temperatura dos pés e das mãos se estabiliza.


O risco de infarto diminui: em apenas 24 horas os acidentes cardíacos relacionados ao fumo já ficam mais longe de você.


Olfato e paladar mais potentes: sem o cigarro você sente melhor o gosto dos alimentos e os cheiros em geral. Isso começa a ocorrer depois de 48 horas sem o fumo, e é causado pela recuperação das terminações nervosas.


A função pulmonar melhora: com a melhora da circulação, os pulmões passam a funcionar 30% melhor em um período de duas semanas a três meses. Isso é fácil de notar, já que o fôlego melhora e caminhar e subir escadas se torna muito mais fácil.


A saúde bucal melhora: a boca sente de forma muito intensa os efeitos do tabagismo. A placa bacteriana é uma constante, os tecidos bucais e as gengivas vivem irritados, os tecidos das gengivas são prejudicados pela vasodilatação baixa e há um risco enorme de perda óssea.


A tosse de fumante some: aquele pigarro característico de quem fuma vai gradativamente diminuindo, e em nove meses tende a desaparecer. 


Os riscos de câncer de pulmão e de mama caem: os riscos caem pela metade. Em dez anos, um ex-fumante tem 50% menos risco de ter câncer de pulmão ou câncer de mama. 


Quer mais orientações da Policlínica Alvorada sobre saúde? Nos siga no Facebook e Instagram!